RESENHA: Os arquivos de Sherlock Holmes

Sinopse: “Era uma satisfação para o dr. Watson encontrar-se uma vez mais na sala em desordem do primeiro andar de Baker Street, ponto de partida de tantas aventuras memoráveis.” No entanto, ele não esperava encontrar o seu amigo Sherlock Holmes correndo perigo. O incrível detetive inglês estava prestes a concluir o caso da Pedra Mazarino e estava sendo ameaçado de morte. O toque da campainha parecia anunciar a Watson um destino trágico para aquela noite. Essa é uma das mais fabulosas histórias narradas por Watson sobre as aventuras do detetive inglês mais arguto do mundo, e este é o último livro escrito por Conan Doyle sobre Sherlock Holmes. O volume reúne 12 contos: A pedra Mazarino, O problema da ponte de Thor, O homem que andava de rastros, O vampiro de Sussex, Os três Garridebs, O cliente ilustre, Os Três Frontões, O soldado pálido, A juba do leão, O fabricante de tintas aposentado, A inquilina de rosto coberto e O velho solar de Shoscombe.
Editora: Martin Claret
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Onde comprar: Saraiva|Cultura|Submarino
Classificação: 3/5

Pra quem não sabe, eu adoro mistério suspense, por que é super divertido ficar criando várias hipóteses para solucionar o crime ou encontrar outra pista. Então, como era de se esperar eu adorei o primeiro volume da série do detetive mais famoso dos últimos tempos: Os arquivos de Sherlock Holmes!
O livro é composto por 12 contos em que Watson, fiel escudeiro de Holmes, narra os casos dele e de seu amigo. Esses contos são relativamente curtos e podem ser lidos independentemente, pois não há uma ordem cronológica no livro, o que possibilita a leitura de um ou outro conto esporadicamente, mas eu li na ordem e achei melhor, então eu recomendo a leitura na ordem.
Se eu fosse resumir as histórias de todos os contos, a resenha ficaria enorme e cansativa de ler, então eu vou só dar uma opinião geral sobre a obra. Por ser um clássico já dá arrepios em muitas pessoas, até em mim , mas a narrativa não é muito cansativa e os contos são muito envolventes.
Para quem gosta de mistério como eu esse é um livro indispensável! É incrível como Holmes consegue chegar às conclusões de quem é o bandido e quem é o mocinho. Um bom exemplo disso é o segundo conto, eu nunca ia imaginar que o crime havia acontecido daquele jeito.
O que me incomodou na leitura foi que a maioria dos contos começa com um ritmo mais lento, mas isso não atrapalhou a história em si. E, é claro, sempre tem aqueles contos que são mais chatos que outros… Dei 3 estrelas para o livro, pois mesmo sendo uma história de mistério, não me envolvi muito com a história já que são contos curtos. Ou seja, o livro é divertido e eu gostei, mas nada mais que isso.
A resenha irá ficar curtinha, mas fica aqui minha dica de leitura muito instigante para as férias!

You may also like

RESENHA: Os 13 Porquês

RESENHA: Os 13 Porquês

RESENHA: O poder dos Seis

RESENHA: O poder dos Seis